Tag Archives: ouvindo vozes

Linha 7 – Rubi

os trens de São Paulo têm sua eficiência. o que eles não têm é suficiência.

mas rola umas histórias boas, me segue:

DIÁLOGO ROUBADO # 1

– mas então, eu fiquei mal com aquilo, quando vi aquele cara daquele tamanho chorando…

– mas também, que mais ele podia fazer, né?

– sabe o que ia me deixar mal, mas mal mesmo? se o luciano huck e angélica se separassem. pensa o que ia ser daquele filho deles?

CENA EMBLEMÁTICA DE UM SERIADO RELEVANTE (penúltima temporada)

tá lá um vendedor de chocolate (a partir daqui com maiúsculas). daí que o Vendedor de Chocolate fala alto, meio sem noção

“prestígio, chokito, é chocolate, é qualidade, É SÓ UM REAL. É DELÍCIA, É QUALIDADE, É SÓ UM REAL.”

um cidadão se irritou com o grito na orelha e “vai gritar pra lá, ô folgado. carioca do caralho.” daí que o Vendedor de Chocolates disse “eu não sou carioca” (parecia ser, na real), “eu sou BRASILEIRO. EU E MAIS 170 MILHÕES!” nada de sou-brasileiro-com-muito-orgulho-com-muito-amoooor (pensei que ia ter uma empolga do povo, mas acho que bateu o a depressão pós-trampo).

O Cidadão devolve “eu sou paulista, aqui é paulista. que que um carioca tá fazendo aqui?”

“TÔ VENDENDO CHOCOLATE.”

“AQUI É PAULISTA” (ele realmente tava bitolado com essa ideia)

“Tu não é paulista…”

“sou! nascido e criado aqui!”

“e teu pai?”

“veio da Bahia. MAS EU NASCI EM SÃO PAULO!”

“MOREI 15 ANOS NA BAHIA! DÁ UM ABRAÇO AQUI.”

o populacho aplaude o que poderia ser um fim sereno/fofo pro embate que se arrastava há 3 estações, mas O Cidadão recusou o abraço.

“VAI TOMAR NO TEU CU, CARIOCA DO CARALHO”

“senhor, a gente é tudo brasileiro: morei 20 anos no rio, 15 na Bahia, tô há 10 em São Paulo…”

“aqui é paulista” (sim, ideia fixa e falta de argumentos, eu sei)

“o senhor não quer um chokito pra adoçar a boca?”

o trem chega na estação da Luz.

Deixe um comentário

Filed under A gente tenta, it's the real life?, metrô