Barcelona dia 8

Com o articket na mão, surge a necessidade urgente de visitar todos os museus.

Por isso, preparei dois sanduíches gigantes (posteriormente devorados na escadaria da Catedral), peguei um ônibus até Plaça de Catalunya, dei aquela rodada turista pela Paseig de Gràcia (pra ver de fora os prédios do Gaudí) e então caí na Fundació Tapiès.

Tinha uma ótima exposição do Harun Farocki chamada Empatia, com os vídeos politizados contra a guerra do Vietnã e delicinhas tipo Counter-Music e The Silver and The Cross.

Saí dali, comi e dei aquela passadinha na Continuará Comics, que resultou em 2 HQs do Jodorowsky: Tecnopapas completo e Depois de Incal (isso, mas em espanhol).

Daí, do nada, mudei a programação. Em vez de Museu Picasso, caminhei até o Parc de la Ciutadella, achei um combo de grama+sombra e me deixei ali por algumas horas.

Escrevi, meditei, li Después de Incal, estudei o mapa, dormi e olhei e voltei andando (talvez me perdendo um pouco).

De noite, tive uma noite de merda, porque resfriei (oi, madrugadas do Primavera Sound) e dormi agitat.

Deixe um comentário

Filed under A gente tenta, Viagem

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s