Café preto, sem açúcar e com um pouquinho de HQ

O Zé Oliboni, do Diletante Profissional, gosta muito de desenhar e resolveu fazer duas ações benéficas pra si com um único movimento: publicar HQs dele no seu site. Assim, ele desenha e mantém o Diletante com conteúdo. Ele me pediu uns roteiros pra desenhar e tem saído muita coisa da nossa parceria.

Esta aqui, Café, é a mais recente (vou publicar as atrasadas depois) e saiu primeiro lá no Diletante. Abaixo, eu falo um pouco sobre o roteiro.

Eu sonhei que tava fazendo um café, mas a água nunca molhava o centro do pó. Não sei bem o porquê, mas isso me deixou meio impressionado por uns dias e achei que podia virar uma HQ. A etapa seguinte foi encontrar um fecho narrativo, já que no meu sonho eu devo estar tentando chegar no  meio do pó do café até agora.

Em seguida, mandei um roteiro mui solto pro Zé:

Quadro 1: um cara com balão de fala: “Sonhei que eu passava um café”

Daqui pra diante, um processo pormenorizado de passar café com coador. Pode ser qual

coador você quiser, mas tem de ser um coador com apoio e não aqueles que é preciso

segurar. Penso nuns planos de cima.

“Mas a água nunca molhava todo o pó.”

é muito importante que a água dance pelo coador e parte do pó no centro do coador

continue seca.

Siga com essa dinâmica de passar café o quanto quiser.

Última Página: volta pro mesmo cara do quadro 1 ele está trás de um balcão e vai servir

um café prum cliente sentado diante dele. Essa operação de encher a xícara e entregá-la

ao cliente pode ser como você quiser.

PENÚLTIMO QUADRO: Cliente com o café na mão, antes de beber, pergunta “E como

termina o sonho?”

ÚLTIMO QUADRO: homem do balcão responde: “Não termina.”

E depois, por email, mudei o final com uma ideia da Van, que surgiu quando falávamos da HQ durante (adivinhe) o café:

No último quadro, teria o cara passando um café enquanto fala, o que vai dar uma ambiguidade sobre ser sonho ou não.

E o Zé ainda complementou:

Eu tive uma ideia complementar, não mostrar o cliente, o balão fica meio do nada, o copo aparece no balcão, tem o balão sem domo perguntando como termina e no final o copo não está mais lá e ele coa o fala falando não termina.

O Zé desenhou, postamos em trocentas redes sociais e agora tá aqui. Ah, ela existe em inglês também.

Porra, tanto papo que esfriou o café.

2 comentários

Filed under É meu, HQs

2 responses to “Café preto, sem açúcar e com um pouquinho de HQ

  1. Pingback: Tirei as cartas e o arcana maior era o Jodorowsky | Lugar Certo

  2. Pingback: Tem alguma coisa rolando: HQs [Eterno retorno] | Lugar Certo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s