Monthly Archives: Junho 2012

Leiturosseia do Ulysses – Capítulo Três (p. 2)

Media_http1bpblogspot_cyijp

[ilustração de NC Wyeth para a edição de 1929 de Odissey of Homer]

aqui o paralelo homérico é o episódio de Proteu e está no canto IV da Odisseia.

Telêmaco viaja e encontra Menelau, que lhe conta como o irmão dele, Agamenon teve os zoio furado por Egisto (e depois teve as costas furadas – à faca), que ficou com a esposa dele, contou também do barraco que o Orestes armou e passou geral pra vingar o pai e contou também como ele, Menelau, conseguiu capturar o Proteu e arrancar dele informações.

Proteu é um ser que vive no mar e pode mudar de forma, o que faz para não ser capturado.

no capítulo 3 do Ulysses, Stephen Dedalus passeia a beira-mar e o narrador detalha os sons e as cores do mar o tempo todo enquanto o pensamento de Dedalus muda de forma o tempo todo, fugindo de se focar em uma única linha e gerar uma história completa ou informações precisas.

isso é o que eu vejo de mais essencial nessa comparação entre a obra da infraestrutura e na obra da superestrutura. que venha o senhor Bloom. Tchau, Stephen, seu mala!

 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized