Ouvindo… toques?

 

 

Media_httpjpnicicomup_ekygf

– Doutor, tô com um problema no ouvido, fico ouvindo um barulho estranho, constante, mas pouco intenso.

– hmmm… o que ouve é regular? Digo, escuta o tempo todo, sem interrupção?

– me parece que sim, nesse momento tá aqui, me acompanhando: tec-tectec-tec… e continua…

– a-rã… preste atenção no seguinte: você ouve enquanto eu falo?

– fale alguma coisa aí, doutor…

– bem, é que tive um paciente com um caso semelhante ao seu, mas no caso dele, descobrimos qual era o som que ouvia e…

– não.

– como não? Eu sei do que eu tô falando!

– não, eu não ouço enquanto você fala…

-ah, certo! procure descobrir qual som é…

– por que você não me diz logo?

– porque não quero influenciá-lo. Volte aqui amanhã no mesmo horário. Até lá, tente descobrir qual som é esse.

– tá bom… até amanhã, doutor!

– adeus!

(…)

– buenas, doutor. Eu descobri.

– olá, tudo bem? O que você descobriu?

– o barulho que eu ouço; o tal téc-téc-tectec!

– ah, sim! e o que você que é?

– eu ouço um teclado!

– teclado como no The Doors? Tã-tatataã-tarãraãaaaaa…

– não, não, teclado de computador!

– então, é isso: estamos diante do mesmo caso. Você não é o primeiro que atendo com isso. chama-se síndrome de Morrison.

– Tipo…

Media_httpwwwmojo4mus_drxbv

 

– não, não. O outro… mas isso não é importante. Eu tive um paciente que ouvia o som de máquina de escrever

 

 

 – E outro que ouvia do som da pena riscando o papel, mas esse já tinha um caso clínico anterior

 

Media_httplivrosquevo_njfss

 

– que estranho, doutor. Isso é grave?

– é irreversível e decisivo, mas não chega a ser grave. Só se mal conduzido.

– mas o que é exatamente que essa síndrome de Morrison causa?

– certo: vamos com calma. Quando alguém usa um teclado ou uma máquina de escrever?

– quando escreve.

– certo! e quando você ouve um desses…

– alguém está escrevendo.

– certo de novo! se só você ouve e somente enquanto fala…

– alguém está escrevendo minhas falas!

– isso aí! E se alguém escreve suas falas, isso significa que você é um personagem de ficção.

– nãããããããããããooooooooooooooooooooooo

– acalme-se, isso é ótimo. Agora você sabe que não é culpado de coisa alguma. Todas as suas cagadas, ops, erros e quívocos foram criadas por alguém.

-…

– se bem que todos os seus méritos também…

 

 

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s