Estudo dos tempos e movimentos

Media_httpwwwcepaifuspbrefisicaimagensmecanicaensinomediocap03solarmedjpg_btlockvlbradwcp

Vivemos tempos. tão estranhos, mas tão estranhos, que os tempos sequer se banham em adjetivos.

Vivemos tempos.e um de cada vez. se eu fosse músico poderia falar de movimentos e evoluções em sinfonias, e de ritmos e andamentos em sonatas, valorizando com este os tempos e com aquele os movimentos.

“Não, cara. eu não posso assinar. tenho filho pra criar entende? você entende, né? mas eu sauper apoio o…”

Movimento. uma ação, um drama do corpo em resposta ao mundo. um improviso impensado. um movimento acontece dentro de uma caixa de tempo. e as caixas de tempo só podem ser vistas quando enchem-se de movimentos. senão ele passa.

“olha, mal aí. pode ser ruim pra vocês, mas eu vou ganhar um monte de hora extra. não assino. vai almoçar já?”

de movimento em movimento, esvai-se o tempo. e com o tempo, esvai-se, afinal vivemos tempos.

“eu sabia que era perda de tempo…”

Quanto tempo já se foi pensando em tempo passando, em tempo pasado? o tempo está em movimento. e em movimento célere. quando se vê, não há mais o que ser visto: já foi passou. acabou.

“senhor? está na hora…”

Deixe um comentário

Filed under Uncategorized

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s